sexta-feira, junho 01, 2007

sussurrando...

shiuuu! sou eu!
vim para estar contigo,
já vi que não me reconheces...
sim, estou contigo desde sempre,
amei em ti, chorei contigo,
provei o amargo sal de cada lágrima que sulcava o teu rosto
e traçava o trilho amargo da confusão, do sem sentido...
na escuridão da noite eu sussurrei-te: "não tenhas medo"
mas tu achaste sempre que a bruma e a neblina eram maiores que o teu querer...
e quando quis recordar-te o valor do sorrisso e a ousadia do sonho,
eu disse ao mar:
fala-lhe das noites com estrelas,
do luar que cintilante sobre ti devolve aos sonhos a imensidão futura,
do sol que ao despontar pela aurora
traz consigo o doce perfume da esperança..
e aí o mar, calando o bramir das ondas,
e plano como um espelho
respondeu-me em jeito de sussurro:
sou um espelho que te reflecte,
ò silêncio,
só assim, calando-me, poderei dizer o que me pedes,
pois só assim tu és todo em mim e eu todo para ti.


(S. Pedro de Moel, 23 Maio 2007)

3 comentários:

Maria João disse...

Todos queremos ouvir DEus PAi, mas na altura em que estamos a falar com Ele não nos calamos. Assim como é que Ele pode falar?

beijos em Cristo

Anónimo disse...

Acho que Ele arranja sempre uma maneira de me falar, de me supreender...hoje foi aqui no teu espeço, nastas palavras!Abraço em Cristo, Shalom. Ida

elsa nyny disse...

O silêncio é sempre revelador...

bj