segunda-feira, junho 19, 2006

ouvir ou escutar?...


ontem alguém me dizia, brincando um pouco,
que tenho o hábito de dar muita atenção às pessoas,
que gosto de as ouvir, de conversar, e me demoro muito tempo nisso...
ouvi isto e tomei-o como uma provocação!
Dei por mim a perguntar-me se o que tenho feito é ouvir ou escutar?
é que há uma diferença substancial nas duas atitudes:
eu posso ouvir sem escutar, mas não posso escutar sem ouvir.
Confesso que sou um apaixonado pelas pessoas, por cada pessoa, gosto de estar com elas, gosto de me deixar surpreender por elas, gosto de as ouvir, mas sobretudo de as escutar, gosto de no meio da multidão ver cada rosto como único,...
Para mim cada pessoa é um pedaço do infinito, de eternidade, de esperança e por isso disponho-me a "perder tempo", a estar, a escutar...vivemos tudo de maneira tão fugaz que temos de (re)aprender a arte de escutar. Escuta quem deseja estar, escuta quem deseja aprofundar, quem deseja ir além da superficialidade, quem deseja ver para além do tempo...
Escutar significa dispor-me a acolher, a compreender, a eliminar preconceitos, a vencer a incomunicação em que tantas vezes vivemos, que tantas vezes promovemos...
Escutar tornou-se por isso uma missão que assumo todos os dias em cada relação que estabeleço, em cada gesto que pratico, ...
Nem sempre tem sido fácil, nem sempre o consigo, nem sempre me disponho a tal, mas caminho...e escuto, parafraseando Sophia, como quem é olhado e amado e em cada escuta ponho solenidade e risco.

6 comentários:

As Musas disse...

Ao ler o teu texto lembrei-me de algo que já não faço há algum tempo, algo que me dá imenso prazer: observar as pessoas e vê-las como um mundo só, diferente de todos os outros mundos. Despertas-te-me para fazer esse jogo" novamente.

Migalhas disse...

Todo o tempo que se "perde" a "escutar" com os olhos, os ouvidos e o coração nunca é demais. Continua. Quem estiver a teu lado, precisa disso.

Anónimo disse...

Confesso que nem sei mto bem como entrei no seu blog, mas gostei... gostei mto!
O seu texto, deu-me ânimo para enfrentar um caminho que não tem sido facil, precisamente porque gosto de escutar. E nem sempre as pessoas que amamos e nos são mais próximas compreendem...
Nunca deixe de ver cada rosto como único!

Lord of Erewhon disse...

Santo Agostinho diria: escutar... mas é tão bom ver... e tocar!

«Amar e ser amado era mais doce, quando podia fruir do corpo do ser amado.»

Ou seja, primeiro peque com deliberação... e depois, se for capaz, fale-nos do Deus vivo... para além da costumeira «conversa de Padre».

zalinha disse...

Entrei neste espaço por acaso e gostei muito do texto...se cada um de nós escutasse um pouco mais dos outros o mundo seria bem melhor...parabens.

Andre Delvechio disse...

Este texto é sensacional, Parabéns. Inclusive tomei a liberdade de ler para meus alunos e indicar o seu Blog, parabéns mesmo.