sexta-feira, agosto 18, 2006

o desequilíbrio do primeiro passo...


Ligou-me na quarta, desejava Reconciliar-se pois vai partir para uma viagem de 4 dias a pé com amigos até Santiago de Compostela.
Eu tinha acabado de chegar, ainda mal tinha recuperado do cansaço, mas disse-lhe que estava disponível e lá combiná-mos o encontro.
Dei por mim a pensar como é importante, ou melhor, fundamental, o "desequilíbrio do primeiro passo". É ele que marcará definitivamente o rumo a tomar, o ritmo do caminhar...
Ao mesmo tempo dei por mim a reler as páginas do livro da vida, da minha vida, e a ver nele cada primeiro passo, cada caminho (re)começado com este "desequilibrio do primeiro passo",... quase todos (re)começaram na experiência pessoal da reconciliação.
Lá nos encontrámos, fizémos juntos a festa da misericórdia,
acolhemos uma vez mais a ternura deste Amor Eterno e Santo,
e mais uma vez aprendi que o "desequilibrio do primeiro passo" se aprende na escola do silêncio, da verdade e da alegria de um amor que jamais passará(cf. 1Cor. 13, 13).

4 comentários:

Andante disse...

Cheguei aqui por acaso, através de blog amigo.
Gostei!
Vou voltar.

As Musas disse...

O 1º passo para tudo é sempre o mais dificil, mas depois de da-lo, é a alegria e a força de viver.

monge disse...

Não é fácil olhar para os nossos "espelhos" que reflectem o verdadeiro que há em nós, o que somos realmente. É difícil "despirmo-nos" e tomarmos o 1.º passo... No entanto, quem não tem medo de caminhar e dá 1.ºs passos sai com esperança redobrada pois abeira-se da alegria incumensurável da misericórdia ternurenta de Deus. Como Deus é Bom! Parabéns pelo Blog e obrigado pelas partilhas de vida e pelas palavras tão cheias de Deus.

Monica disse...

É bom ter alguém que mesmo com o cansaço nos ajuda a dar o primeiro passo...
A esse primeiro nós as duas chamamos Passo Luis...