segunda-feira, fevereiro 19, 2007

Porque Ela está a chegar...

Ela está quase a chegar, provocadora como sempre e com aquele olhar de encanto que nos deixa seduzidos e nos leva a segui-la com determinação...falo naturalmente da Quaresma!
Para alguns é o tempo mais aborrecido do ano. Aquele tempo em que "os chatos dos católicos" se restringem a seguir umas "normas esquisitas" de jejum, oração mais intensa e partilha de bens...olhada assim a quaresma não é mais do que uma norma que constrange e não liberta...aliás, aqueles que olharem assim a quaresma não verão nela mais do que a "proibição" de comer carne às sextas-feiras!?.
recuso-me a olhar assim este tempo!
A quaresma de enfadonha tem muito pouco, ou melhor, não tem nada!
Ela é uma interpelação a "voar mais alto para ver mais longe", é uma provocação a abandonar as banalidades e o ritmo muitas vezes superficial em que vivemos para assumir o risco da profundidade, de uma profundidade em Deus, com Deus. A quaresma é essencialmente o tempo em que eu me descubro como único, como amado e perdoado...um tempo eu que eu percebeo radicalmente que sou "o tesouro de Deus".
Por tudo isto, e para que este tempo seja o que deve ser, este espaço da blogosfera terá aqui "pistas" diárias para a oração(que também posso enviar para o vosso mail, é só dizerem), meditação e procurará ser uma interpelação a uma caridade mais autêntica, a um amor fraterno mais ousado.
este caminho que aqui partilho é o caminho que farei (entre outras coisas) com a minha rapaziada aqui de casa
escolhi como lema para esta caminhada quaresmal de 2007 uma frase do profeta Oseias:
É assim que te vou seduzir ao deserto
para te falar ao coração
(cf. Oseias 2, 16)
Falaremos mais do que ela significa ao longo deste tempo, para já, deixo aqui um pequeno excerto de um texto que pode ajudar-nos a preparar o coração para fazer deste tempo um tempo de intimidade maior com Deus e de comunhão fraterna com a humanidade, com os que nos rodeiam:

"De que servirá fugir aos banquetes, se ocupamos com discórdias os nossos dias? De que servirá não comer do pão que nos cabe, se tirarmos a comida da boca do pobre? O jejum para o cristão deve preparar a paz e não as lutas. de que te serve não comer carne, se da tua boca se soltam injúrias piores do que qualquer tipo de alimento? De que te serve santificar o estômago com jejuns, se as mentiras te mancham a boca? em verdade te digo, meu irmão, que não tens o direito de entrar na Igreja se continuas enredado e envolvido nas malhas mortais da usura voraz, que não tens o direito de invocar o teu Senhor se as tuas orações vêm do teu coração invejoso, que não tens o direito de bater no peito se nele se escondem os teus maus desejos. A moeda que deres ao pobre só será justa, quando fores pobre também" (S. Máximo de Turim)

Bom Caminho!

4 comentários:

Anónimo disse...

Mas que bem...fazer caminho conjunto, pistas!
Também vejo a Quaresma como um tempo intenso, rico, cheio de oportunidades, de hipóteses de mudança, reflexão e crescimento, de mais encontro com o essencial, com Deus!
Vou querer essas pistas no meu e-mail, sabes qual é, fico á espera!
Um abraço entusiasmado, Ida

Ondina disse...

Façamos caminho...
Propostas não faltam, que não falte a nossa força interior.
O SDPJV Aveiro tem um subsídio de Quaresma com propostas diárias, que eu conto pôr também no meu blog.

Descubramo-nos a nós próprios, no encontro com Ele.

bjinhos

Doce Deleite disse...

Quaresma, tempo de reflexão!

Eu publiquei seu texto no meu blog, espero que não te incomodes.
Um abraço

Anónimo disse...

b0m a primeira coisa que tenho a comonicar é que DEUS é o meu ser a minha vida e sempre será creio em ti pai com todas as minhas forças da minha vida TE AMO minha vida é tua meu coracao é teu meu caminho é teu minha esperaça é tua SENHOR!!!TE AMOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO