quinta-feira, fevereiro 01, 2007

Ser Silêncio...


Depois de uns dias muito intensos humana e espiritualmente (pois o meu pai teve um grave acidente de trabalho!...) aqui estou de novo a dar espaço à escrita soltando os sonhos que aqui se transformam em palavras...

Neste tempo pude experimentar a consolação dos amigos e de Deus...telefonaram, escreveram, rezaram...
Dei por mim tão simplesmente a acolher e a agradecer, quase sem dizer nada...pois ao amor e à ternura também se pode responder com a gratidão de um coração em silêncio.

Entre as muitas coisas em que pensei nestes dias,
dei também por mim tantas vezes diante de Deus em silêncio, tão simplesmente para estar com Ele, não lhe queria pedir nada, apenas estar...

Foi assim que uma vez mais descobrir a importância de acolher em silêncio, de estar em silêncio, de "ser silêncio"...
foi assim que ao longos destes dias me abeirei de Deus e mergulhei n'Ele:


"Meus Deus,
venho a Ti no silêncio,
para estar em Ti e conTigo
sei que és o meu refúgio e a minha consolação,
por isso eis-me aqui..."
Sei que para muitos pode parecer pobre rezar assim...mas para mim foi de uma extraordinária riqueza perceber que Ele é mesmo a minha força e o meu refúgio, minha paz e minha consolação, o Meu Deus, a minha Alegria!
p.s. um agradecimento terno e fraterno ao meu caro irmão mais velho Migalhas! Ele sabe porquê...

4 comentários:

Anónimo disse...

É bom ter notícias tuas, saborear as tuas palavras, cada partilha! Não preciso dizer mais nada, a Comunhão neste Deus que nos cruzou caminhos fala por si! Abraço, Ida

Anónimo disse...

Que bom ter notícias tuas, saborear cada palavra, cada patilha. Não preciso dizer mais nada, a Comunhão neste Deus que nos cruzou caminhos fala por si! Abraço, Ida

Anónimo disse...

Todos as noites na procura do Ser Silêncio, fui correndo ao encontro, à procura do que tinhas para me dar... Mas nada de novo... Apenas fui saboreando as últimas Palavras e procurando viver cada uma delas. Hoje, finalmente, encontrei novidades. Lamento não ter sabido do teu pai e de não me ter juntado àqueles que pela oração estiveram contigo... Espero que agora esteja tudo bem... Estou certa que está! Obrigado mais uma vez por mais estes bocadinhos de ti que vais deixando e que tanto me enriquecem... Obrigado pela simplicidade com que me mostras este Deus que na tua boca se torna ainda maior do que eu imagino... em silêncio...

Zairinha

no-coracão-de-Deus disse...

Ida,
poder partilhar contigo o dom da vida e da minha fé é para mim um sinal forte dessa comunhão com que Deus sempre me (nos) brinda.
obrigado por seres como és!
o teu irmão que no silêncio te Lembra ao Deus Fiel, Alegre e Santo.



Zairinha,
como diz a Mafalda Veiga tu tens sido para mim "um pouco de céu..." um "pedaço de Deus"...Dou graças ao nosso Bom Deus por no silêncio dos nossos corações Ele continuar a trabalhar-nos e por Ele ser esse "Deus louco e esbanjador de misericórdia!".
um terno e forte abraço deste teu irmão padre.