sexta-feira, julho 06, 2007

ao ver-te...

Ó Mar imenso,
solidão em que em perco
por entre o bramir das ondas...
tu és o refúgio do silêncio,
a porto de abrigo onde a noite e o dia se encontram
para num romance eterno me trazerem a novidade do infinito.
e eu, aqui, sentado na doce lembrança do que sou,
vejo-te, ó mar,
trazer do horizonte a arca das recordações
dum tempo que foi teu e que já me não pertence...
na imensidão que és
perco-me perdendo o pé...
e como náufrago que é acolhido nos braços do Transcendente
mergulho em ti, ó mar,
para daí ressurgir
como viandante que trilha o desconhecido
com a determinação da esperança.

(Figueira da Foz, 18h50)

6 comentários:

Vanessa Cruz disse...

Great! :)

Ondina disse...

O mar é para mim energia revitalizadora.
hoje, que estou exactamente a terminar mais uma etapa esgotante, sabe-me bem ler o mar... saber-me-à melhor ir até ele e deixar-me serenar...

beijos,
Ondina

Maria João disse...

Para mim, o mar é das coisas mais maravilhosas que o Pai nos deu!

Como o mar me acalma...

beijos em Cristo

Maria João disse...

Na próxima sexta-feira, dia 20, realiza-se uma oração de TaiZé pelo Darfur , às 19h45m, na Igreja de S. Nicolau, na Baixa de Lisboa.

Participa e divulga! Se não puderes estar presente, reza na mesma.

bjs em Cristo
Maria João
Fé e Missão (Missionários Combonianos)

Fa menor disse...

Simplesmente belo!

Fa-

Maria João disse...

O Centro Vocacional Juvenil (CVJ) dos Missionários Combonianos, organiza de 24 a 28 de Julho uma caminhada jovem a Fátima de oração com e pelo Darfur.

O drama deste povo está a aumentar. As milícias continuam a desrespeitar os direitos humanos. Rezem pelo Darfur. E estejam atentos às várias acções de ajuda em http://jovensemissao.blogspot.com.

Maria João
Fé e Missão
(Missionários Combonianos)