quarta-feira, maio 20, 2009

o Pastor frágil...

Tornamo-nos companheiros de Cristo
desde que mantenhamos firme até ao fim a confiança inicial (carta aos Hebreus 3, 14)


há dias em que a Palavra nos desafia e convoca, com uma tal intensidade que polariza o que de melhor há em nós e escancara todas as portas fechadas, todas as resistências renovadas, todas as teimosias enraizadas. Foi assim hoje no meu encontro matinal com a Palavra.

Como preparação próxima para o ano Sacerdotal que aí vem decidi-me desde ontem a começar uma lectio divina que durante este mês me dispusesse a entrar de consciência mais alegre e ainda mais renovada, sobre o grande dom e mistério, que Deus me fez de me chamar a servir a Sua Igreja e o Baptismo dos meus irmãos no ministério ordenado.

O próprio Deus fez questão então de me brindar com este pedaço que transcrevi acima.

Como Companheiro de Cristo o Padre é companheiro de todos os baptizados, é o que re-parte o Pão e a Palavra, o Perdão e a Consolação, mas essencialmente é o que re-parte a Vida e-terna que constantemente lhe é oferecida e comunicada pelo próprio Deus...

Dei por mim a meditar nestas e noutras realidades e percebo-me também como um companheiro frágil para quem às vezes a confiança em Deus nem sempre é total. Por teimosia é sempre mais fácil achar que "Tudo é claro" e que "só eu sei".

A Confiança leva-me a recentrar as coisas e a dizer: "com a Luz de Deus tudo é mais claro" e "Deus é que sabe!"...

Foi muito bom rezar esta manhã também a necessidade de perdão constante que, como companheiro frágil, eu próprio vou sentindo e celebrando sacramentalmente com regularidade...aliás estou profundamente convencido pela fé que o padre não é mais do que um Pastor frágil que como Jesus ama os seus até ao fim e por eles dá a vida, para que a tenham em abundância. é sobre isto que rezarei por estes dias...

Que o Ano sacerdotal que aí vem nos dê a todos (a mim, desde logo) a consciência da nossa fragilidade para que re-descubramos que só Deus é a nossa força e por isso: Tornamo-nos companheiros de Cristo desde que mantenhamos firme até ao fim a confiança inicial.

Senhor Jesus,
eterno companheiro de Viagem,
peregrino e hóspede neste pastor frágil que sou,
consciente do que sou e do que me chamas a ser,
venho a Ti,
rogar a misericórdia,
Como pródigo que regressa a casa,
Como viandante transviado
que te resdescobre como Caminho,
Como ovelha tresmalhada
que quer encontrar repouso e conforto nos teus ombros,
como o amigo morto
que por Ti quer receber a vida
e saborear a ressurreição.
venho a Ti, Pastor Belo,
como irmão e companheiro,
beber na fonte da ternura e da graça,
que é o teu coração rasgado,
a força para a minha fraqueza,
o perdão para o meu pecado,
a ousadia para minha tibieza,
a santidade para uma vida nova, Ressuscitada...e Ressuscitadora.
Jesus, Filho de Deus vivo,
tem misericórdia de mim.

8 comentários:

SS disse...

Pe. Luis Miranda,
Obrigada pela partilha.
Que bela oração...
Que Deus o continue a abençoar.
Certamente Deus sorriu.
A certeza da minha oração.
Abraço

João Alves disse...

Já que não podes ser um "belo" pastor no sentido físico (são os limites que o Senhor dá), acredito que te esforças (na Graça de Deus) para seres um "bom" pastor porque transparência do Único Pastor.

Boa missão pelas terras da Moira encantada!

Clemens disse...

Nem sei que dizer... Aquilo que me surge no momento, acerca do que aqui li,é: "o que aqui está transpira sinceridade; é verdadeira oração!"

Termino dizendo: Muito obrigado pela partilha que fez.

Abraço de um irmão e peregrino consigo.

Os olhos da alma... disse...

Amigo Do Coração De Deus...os olhos da alma, vêm neste momento esse coração amoroso e grande que é o de Deus e me ampara nesta hora dificil.
Obrigado por tanto...e neste caminho iremos nós sim...lado a lado anunciar o amor, e que a vida vale a pena!

zélia disse...

"Tornamo-nos companheiros de Cristo desde que mantenhamos firme até ao fim a confiança inicial. "

Sem dúvida que esta frase me tocou de uma maneira especial...talvez ainda não a saiba interpretar muito bem...mas o caminho a que me proponho é esse mesmo manter-me firme até ao fim ... tendo a sorte de pessoas fantasticas se cruzaram no meu caminho e deste modo percorre-lo sem medos...

abraço padre Luís, brigada pela partilha
até uma proxima


zélia Patrício

Maria disse...

Olá Luís!

´Muito interessante o teu blog.

Parabéns

Jú (Maria)

Renan Silva disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
patricia disse...

pe Luis, tua oração fez meu coração tansbordar de amor a Jesus. Linda!!
Força e coragemna tua jornada!
Abrços,
Patricia