terça-feira, janeiro 26, 2010

Há um caminho ...

Há um caminho dentro de mim
que me leva ao mais profundo do que sou...
quero trilhá-lo com a Tua luz.
Sou viandante,
às vezes de voz trémula e passo incerto,
quantas vezes parando sem querer recomeçar
ou perdendo o rumo sem norte fixar.

seduz-me a Tua voz,
atraí-me o Teu rosto,
devora-me a Tua vida.

e nesta arritmia do ritmo
de um viandante
que se lança por entre trevas e luz
guiam-me os Teus passos
que dão firmeza ao meu querer
e me fazem olhar a minha fragilidade
com o rosto benfazejo da misericórdia,
que converte e faz amar,
e desarma resistência
de um coração empedrado
que não queria caminhar

e soltando amarras faço-me ao largo,
ao largo de mim,
trilhando águas mais profundas
e fitando no horizonte
a doce luz da Tua presença
que ilumina a minha noite
e me sussurra:
Não temas, estou contigo!

5 comentários:

Mariam disse...

+

Padre Luís!

Faço minhas as suas palavras.
Mesmo nos momentos de escuridão, de noite, o Senhor está connosco, pega-nos ao colo (ainda que insensivelmente). E como são reconfortantes essas últimas palavras: «Não temas, estou contigo».

Não estava de todo enganado... São momentos! "Tudo passa, só Deus não muda"!

Conto com a oração do Pe. Luís(pode contar com a minha) e agradeço desde já esta presença sacerdotal e amiga, no Coração de Deus! Bem-haja.

Abraço em Cristo

Clemens disse...

Quão certeiras são as suas palavras... Obrigado, mais uma vez pela partilha, pela oração em meu favor e pelo comentário que deixou no meu blog. Pode contar com a minha oração por si e por todos os sacerdotes.

Um abraço,

Clemens

Anónimo disse...

Está muito geitoso na foto...essas mãos postas...matam-me!
és "poderoso"...está parecido com o Cura d`Ars...lol força! pra frente é que é caminho...

Longe do Mundo... disse...

Padre luis :D
sabe por muito fortes que sejam os laços que nos liguem a alguem, acabamos sempre por perde-los de uma forma ou de outra, no entanto nunca ficamos muito tempo sem os recuperarmos novamente do intimo do nosso ser.
Por muito que eu perca os que amo, eles vao acabar sempre por voltar para junto de mim.
Um grande abraço caloroso :D

Anónimo disse...

Alguém me disse uma vez que a expressão "Não temas, estou contigo!" (ou outras equivalentes) aparece cerca de 365 vezes na Bíblia. É mesmo assim? De qualquer forma, sejam 365, como que uma para cada dia do ano, ou não, a verdade é que são palavras reconfortantes e têm sido, nos últimos tempos, o meu alento.
É duro ver partir as pessoas, sobretudo quando se trata de jovens que ainda tinham tanto para viver. Quando ouço perguntar "como é que morreu?" dou por mim a pensar: como é que viveu? aproveitou a vida? realizou sonhos? foi feliz? fez os outros felizes? E depois questiono-me: e eu? que faço com este dom que é a vida? Às vezes vivemos como se tivéssemos a vida na mão, como se nunca morrêssemos. Gastamos o tempo a correr de um lado para o outro, a acudir ao urgente e imediato. E quantas vezes o essencial vai ficando para trás... E "assim se esvai a vida"!