domingo, julho 23, 2006

Deus é Paz! e Tu,...?


Muitas vezes esqueçemos que a paz não é somente a ausência de guerra!
há muita paz que é destruida com os nossos preconceitos, invejas, ódios,...
A paz é fruto da bondade de coração, de uma bondade que vê para além das aparências
e que tem sempre como ponto de partida o diálogo, a reconciliação, a verdade, a humildade...
só um coração em paz pode fazer a paz, levar paz, dar paz...
Quem entra no coração de Deus sente e sabe que a paz é fruto da comunhão,
da intimidade partilhada, da aceitação serena das diferenças.
Por Tudo isto Deus é Paz! porque nos aceita como somos e se deixa surpreender por cada passo que damos neste caminho de intimidade, de comunhão com Ele.
Como homem de fé eu procuro construir a paz, dar a paz. Nem sempre o consigo, mas tento.
Como peregrino recomeço todos os dias...com a certeza de que Ele vai á frente.
e Tu? levas paz, dás a Paz?...
Hoje o Papa Bento XVI pede a todos os crentes para que rezem pela Paz no médio Oriente, e pede-lhes que este dia seja um dia de Oração intensa e de penitência.

Unidos a todos os que invocam o Deus da Paz e da misericórdia, rezemos com esta oração atribuída a S. Francisco pedindo para o mundo, e para nós, o dom da Paz, da paz de coração:

Senhor,
fazei de mim um instrumento da vossa paz!
Onde houver ódio, que eu leve o amor.
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão
Onde houver discórdia, que eu leve a união
Onde houver dúvida, que eu leve a Fé
Onde houver erro, que eu leve a verdade
Onde houver desespero, que eu leve a esperança
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria
Onde houver trevas, que eu leve a luz
Senhor,
que eu procure mais consolar que ser consolado,
compreender que ser compreendido,
amar que ser amado;
Pois é dando que se recebe,
é perdoando que se é perdoado,
e é morrendo que se ressuscita para a vida eterna.


"Oração da Paz", atribuída a S. Francisco de Assis

6 comentários:

Migalhas disse...

A Paz para ti, meu "irmão mais novo"
Abraço

Lai disse...

Flp 4:7 - "E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus"

2Te 3:16 - "Ora, o mesmo Senhor da paz vos dê sempre paz de toda a maneira.O Senhor seja com todos vós"

Col 3:15 - "E a paz de Deus, para a qual também fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações; e sede agradecidos"

Rom 16:20 - "E o Deus de paz esmagará em breve Satanás debaixo dos vossos pés. A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja convosco. Amém"

Rom 12:18 - "Se for possível, quanto estiver em vós, tende paz com todos os homens"

A Paz seja contigo!!

Fora-da-lei disse...

Envio esta partilha de um monge trapista,que muito tem iluminado o caminho da Espiritualidade.Abraços


Carta a S.Francisco de Assis

Senhor
Fazei de mim um arado, para que nos corações dos homens, possa essa terra rude no amor, acolher as sementes das nossas orações, e saciar-se com o orvalho das nossas lágrimas, que nascem nas fontes da nossa alma.
Onde houver ódio, que eu leve o amor que não pactua nem abandona os frágeis ao seu destino, mas através das armas do amor silencia as armas dos poderosos da terra.
Onde houver ofensa que eu leve o perdão, perdão que não espera o amanhã, para esquecer as feridas e os gestos do desamor do passado.
Onde houver discórdia, que eu leve a união que deixa espaço à diferença e à escolha de outros caminhos, mesmo até aqueles que nos levam ao próprio Pai.
Onde houver dúvida, que eu leve a fé, partilhando a caminhada sem atirar o outro para fora dos caminhos da fé que nos aproximará mais um pouco da verdade, não da minha verdade.
Onde houver erro, que eu leve a verdade, não a minha verdade, mas a verdade que nasceu do compromisso do diálogo e da descoberta porque ambos fizemos caminho, ao invés de mostrar ao outro o meu caminho.
Onde houver desespero, que eu leve a esperança, que o pão chegará para todos à tua mesa Pai, e espaço para que todos se sentem ao Teu redor, sem intermediários da fé ou do perdão, porque Tu, ó Pai a todos convidas.
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria. A alegria que deixa nascer na dor a verdade do compromisso do amor sem subterfúgios da palavra ou das areias teológicas dos homens, deixando lugar na cruz à redenção de todos sem distinção de raças, credos ou nações.
Onde houver trevas, que eu leve a luz! A tua palavra, não a palavra dos homens, para que todos possam chamar-te Abba …. Paizinho

Ir.Silêncio

Fora-da-lei disse...

Caso tenha tempo , há tempos criei um blog com as partilhas de dois Irmãos.
http://orvalhodivino.blogspot.com/

nahar disse...

Onde houver erro, que eu leve a verdade

Anónimo disse...

Keep up the good work » » »